Destaque Policia

Polícia Civil realiza prisão de suspeito de Duplo Homicídio ocorrido em 2019 em Quixeramobim

Dando continuidade às ações de combate a criminalidade na Cidade de Quixeramobim, no Sertão Central, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Quixeramobim-CE e do DHPP – Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, cumpriu, na tarde da última Segunda-feira Dia 27/04, mais um mandado de prisão em desfavor de um indivíduo suspeito de ter cometido um duplo homicídio no Dia 30 de Abril de 2019, neste Município.O suspeito estava foragido desde então e foi preso em uma residência no bairro Siqueira, em Fortaleza/CE, após um trabalho de investigação feito pela Polícia Civil. Instaurou-se um Inquérito Policial para apurar os fatos e foi identificado que o preso identificado como Francisco Caio Dedê Lima, 22 anos de idade, vulgo “Sávio”, com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, foi um dos autores do crime do duplo homicídio ocorrido no Campo da Fazenda Cachoeira, município de Quixeramobim. O indiciado aguarda à disposição da Justiça para o cumprimento da pena prevista em lei.

O outro indiciado identificado como Francisco Clenilton Campos Martins, 26 anos de idade, vulgo “Nenem”, com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo, já havia sido preso alguns dias após o crime. Clenilton foi preso precisamente no Dia 30 de Junho de 2019. Ressalte-se esse suspeito também responde a uma tentativa de homicídio ocorrida no mesmo ano (2019). Caio e Nenem foram os autores desses homicídios. Eles fugiram logo em seguida após os assassinatos. Com a prisão de Caio, o caso foi concluído pela Polícia.

Crime

Às vítimas desse bárbaro crime foram identificadas como Jefferson Matheus de Sousa Figueiredo, 21 anos de idade, com antecedentes criminais por por roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, e Lídia Anália dos Reis Castelo Branco, também de 21 anos de idade, sem antecedentes criminais. Os dois foram foram atingidos com vários disparos de arma de fogo e não tiveram chance de defesa. A motivação do crime seria dívidas de drogas que Jefferson possuía com um grupo criminoso. Já a mulher morreu pois presenciou o crime.Na época, a PEFOCE – Perícia Forense identificou que Jefferson sofreu 04 tiros, sendo 02 na cabeça, 01 no tórax e 01 nas costas e a jovem Lídia foi atingida por 03 tiros, sendo 02 nas costas e 01 no pescoço. Nossa reportagem apurou que Lídia, estava grávida de 7 meses, aproximadamente. O crime chocou a população Quixeramobinense devido à tamanha perversidade dos criminosos.A Polícia Civil pede para que a população continue colaborando, por meio do aplicativo WhatsApp (88) 9.9325-3627, e garante o sigilo da informação.

Alexandre Lopes – Radialista Profissional DRT 5722/CE. Colaboração na Matéria: Delegacia da Polícia Civil – Quixeramobim.