Destaque Geral

Parceria entre Governo do Ceará e Tribunal de Justiça deve reduzir tempo de processo de adoção

O processo de adoção de crianças e adolescentes do Estado, que hoje pode se estender por até um ano, pode passar a acontecer em semanas. A expectativa é do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Washington Araújo, após assinar convênio com o Governo do Ceará nesta Quarta-feira, Dia 26/06.

O convênio é para receber dez profissionais que vão auxiliar o Núcleo de Apoio à Infância, do Poder Judiciário. A disponibilização desses servidores atende a uma demanda da idealizadora do programa Mais Infância Ceará e primeira-dama do Ceará, Onélia Santana. A secretária Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França, também participou da solenidade.

Serão sete assistentes sociais e três psicólogos, que passarão a atuar no Núcleo, auxiliando em todas as etapas do processo de adoção. A primeira-dama, Onélia Santana, destaca a ação, como uma medida muito positiva para o Estado e mais ainda para as crianças abrigadas.,

A secretária Socorro França ressaltou que a agilidade do andamento dos processos decorre muito da soma de força entre os setores envolvidos.

Já de acordo com o presidente do Tribunal de Justiça, Washington Araújo, as fases do processo de adoção ganham celeridade.

Alexandre Lopes – Radialista DRT 5722/CE. Colaboração na Matéria: Assessoria de Imprensa – Governo do Estado do Ceará.