Destaque Policia

Polícia Civil prende três indivíduos do Homicídio à pedradas e pauladas em Quixeramobim

Dando continuidade às ações de combate à criminalidade no Município de Quixeramobim, a Polícia Civil prendeu em flagrante delito todos os envolvidos no homicídio ocorrido na madrugada desta Quarta-feira Dia 14/08, na Rua José Campos Torquato, no Bairro Centro, que teve como vítima o jovem Allef Inácio Holanda, de apenas 18 anos de idade.A Polícia Civil foi informada desse crime por volta de 8h00 da manhã, deste Dia 14 de Agosto. De imediato, os policiais iniciaram às investigações e conseguiram coletar diversos elementos de informação, que apontavam os suspeitos do homicídio. De posse dessas informações, os policiais conseguiram capturar os suspeitos no bairro Conjunto Esperança, os quais confessaram a prática criminosa com riqueza de detalhes.O crime bárbaro teve como autores os seguintes indivíduos: Francisco José da Silva Calixto, vulgo “CIA“, de 20 anos de idade,  Mateus Cavalcante de Sousa, vulgo “Neguinho” de 20 anos e Davi Morais da Silva, também de 20 anos de idade. A motivação do crime foi rixa de facção criminosa, pelo fato da vítima ser parente de uma pessoa ligada a facçao rival a dos suspeitos.Os indivíduos usaram pedras e pedaços de madeira para praticar esse bárbaro crime. A população de Quixeramobim ficou chocada com tamanha perversidade desses criminosos.

O Departamento de Jornalismo do Site Quixeramobim é Notícia, através do repórter Alexandre Lopes entrevistou o Delegado Dr.Thiago Salgado, titular da Polícia Civil local. Dr.Thiago trouxe detalhes da prisão dos envolvidos nesse crime:

Após mais de 100 dias sem homicídios no município de Quixeramobim, no Sertão Central, a Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar e da CIOPAER – Coordenadoria Integrada de Operações Áreas, dão uma resposta rápida e prende todos os envolvidos nesse homicídio em menos de 12 horas, após o cometimento do crime. Após cumpridas todas as formalidades legais, os presos foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede para que a população continue colaborando, por meio do aplicativo WhatsApp (88) 9.9325-3627, e garante o sigilo da informação.

Alexandre Lopes – Radialista DRT 5722/CE. Colaboração na Matéria: Delegacia da Polícia Civil – Quixeramobim.